residência


Casa Punta Cana

Programa
Residencial
Ano
2018
Área
2.000 m²
Status
em construção

A residência PUNTA CANA foi nossa primeira experiência de projetar fora do Brasil, mais precisamente na República Dominicana, no coração do Caribe. Foi um desafio extremamente gratificante. Como a indústria local é muito limitada e os clientes exigentes, um casal americano, precisamos recorrer a fornecedores americanos, espanhóis e franceses. O que nos possibilitou fazer uso de tecnologias de ponta inviáveis no Brasil e conhecer também ótimos profissionais dominicanos e europeus.

Conceitualmente, exploramos a ideia já utilizada na CASA FOLHA de entender a casa de praia tropical como instrumento de integração com a natureza, e não separação. O coração da casa é uma varanda de cobertura orgânica em madeira laminada colada com elementos de dupla curvatura. São 700 m2 que atravessam o terreno longitudinalmente de forma sinuosa desde o jardim junto à rua de acesso até o vasto jardim com vista para a praia. Este magnífico espaço se contrai e se expande tanto em largura quanto em altura para manipular vistas e acessos à outras áreas da casa.

O paisagismo, através de espelhos d’água com peixes e plantas aquáticas cortam e animam este excitante percurso que contém um “Family room” delimitado por um grande cilindro de vidro . A varanda separa também o bloco norte com suas seis suítes do bloco sul dedicado mais à atividades coletivas e de serviço. Ali estão, sempre com vista para o mar, a sala de jantar climatizada e a cozinha com câmara frigorífica. Sala de jogos, ginástica, lavanderia, suítes e estar para empregados completam seu uso. A cobertura deste bloco da casa construído em concreto armado é um terraço jardim/belvedere que pode ser acessado por uma escada lateral ou pelo próprio jardim que desce de forma rampeada até o nível do andar térreo. Aliás, a única exigência do cliente era que a casa fosse térrea.

O bloco norte também foi construído em concreto armado, de forma a segurar conjuntamente com o bloco sul a grande cobertura que os separa das grandes forças de arrancamento proporcionadas por eventuais ventos de 300km/h gerados por furacões. Os dois blocos em concreto são apoiados sobre volumosas sapatas corridas em concreto diretamente sobre o solo compactado de “CALICHE” uma rocha local.

Pilares em aço são usados pontualmente e com grande destaque nos três apoios da varanda próxima à praia, e foram fabricados digitalmente pelo processo CAD/CAM na França. Toda a estrutura de cobertura da varanda e do bloco das suítes foi também fabricada digitalmente pelo processo CAD/CAM em madeira laminada colada, na França. Todas as esquadrias com vidros curvos foram fabricados na Espanha. Materiais naturais como pedra, madeira e cobre dominam a composição da casa.

galeria